3 de novembro de 2008

Rastro de um conto.

¨

O apartamento era mais do que um apartamento, era um monumento á boa vida e ao sucesso. O proprietário da cobertura era Torres, um homem de prestigio, bem apessoado, esperto e articulado. Um touro entre bezerros; um touro arrogante, egocêntrico e misógino. A vista era imensa, dava pra observar quase toda a cidade, o apartamento tomava os três últimos andares do prédio, um dos mais desejados naquele bairro.Acabara de comprar o imóvel, e de cara recebera uma carta, eram fotos, fotos que pareciam de um assassinado que acontecera no mesmo apartamento. A sensação de que tem alguém querendo lhe assustar o faz ligar a sua secretária a qual informa não ter mandado nenhuma correspondência para residência do chefe, chefe pelo qual tinha grande admiração, talvez, até bem mais que admiração.Torres é um agente literário, carreira em ascensão. No dia a dia recebe muitos livros, de todos os gêneros, os quais são separados por sua secretária, escolhe os melhores e assim serão publicados. A secretária era Manuela, aparentemente nada de excepcional para chamar atenção naquela moça magra, que sempre se vestia discretamente. A maquiagem muito leve, ressaltava seus olhos e suavemente o contorno dos lábios finos.O interfone toca, é um detetive que esta acompanhado de um homem que se diz antigo dono do apartamento, o detetive entra e conversa com Torres, informa que ele deve ter cuidado e entrega o seu cartão de contado. Torres interroga com curiosidade sobre o porquê do cuidado, e pergunta se no apartamento já houve algum crime. O detetive informa que não, não ocorrera nenhum crime naquele endereço, pelo menos não se encontrava em arquivos, algo que tenha ali ocorrido.Na festa para comemorar a nova casa, Torres recebe amigos. Manuela chega com um presente e um conto que ela mesma escreverá para que o agente leia e diga o que achou; Torres sorri e diz que não vai ter tempo de ler, tem muitos livros pra conferir e que já bastava os que chegavam a toda hora sem cessar.Duas semanas depois chega uma nova correspondência, mesmo envelope amarelo, lacrado e sem nenhuma identificação. Torres rasga o envelope na ânsia de descobrir o seu conteúdo, será mais uma pista?
Ele entra em pânico, é uma ...

16 comentários:

Iasminne Fortes disse...

adoro contos =)
E esse ficou ótimo!

"A maquiagem muito leve, ressaltava seus olhos e suavemente o contorno dos lábios finos."

beijos

Yuri Heider disse...

Nossa... fiquei curioso!!!

é uma...
rs

VOu acompanhá-lo por aqui sempre.
Um grande abraço,


PS: num blog ou noutro vou está sempre lendo e postando.

até mais, Thyago!

Letras do rodapé disse...

Nossa, isso aguçou meu espírito de detetive. Vou sempre acompanhar. Quero saber o que é.
Posso opinar? rs

ronalddmatos disse...

Se a intenção era deixar as pessoas
curiosas, conseguiu..agora
posta logo o final senão eu te mato kra..soh isso..aiehaeiah..abraço

Profeta e Gentil :) disse...

Era um papel timbrado.Letra tremula.Caligrafia conhecida.Aquela mulher, ela mesmo, que de todas as formas tentara abalar aquela muralha que repelia qualquer forma de aproximação. Um suicídio.

Profeta e Gentil :) disse...

kkkkkkkkkkkk
termina vai...
:)

Carol disse...

Uau! Muito bom.... E agora?!?!?!rs Conta!

Bjs

Lucas C. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas C. disse...

Era mais uma foto,
Mais um corpo no chão,
Outro assassinado no apartamento que ele acabara de comprar,
Desta vez o corpo era o dele,

Manuela aparece e lhe dá um tiro preciso entre os olhos, um tiro fatal.

Mostrei a muitos, imprimi até.
Só desejaram uma coisa: A morte do Torres!
E pediram por uma bomba, eu os lembrei que era apenas um envelope,
Mas queriam uma bomba,

Maia Júnior disse...

Adoro contos,e sem dúvidas esse ficou ótimo!
parabéns!!

estarei acessando diariamente agora!!!

máa :* disse...

Muito bom, parabéns! Continua?
Fiquei curiosa, haha.
:*

Flávia disse...

Ai que blog gostoso!

ps: você é o terceiro thyago david que eu conheço...é o nome do meu namorado também.

sincronicidade total.

voltarei sempre

beijo

Diego disse...

Continua...

a Amanda disse...

eu fico feliz ao ler coisas que eu gosto.

obrigada!

danielli duarte, disse...

Adoro esse tipo de leitura: suspense! vire fã do blog, agora me aguentem. beijos.

Pollyana disse...

Impossível não ficar curiosa... Maldade! rsss